quinta-feira, 5 de julho de 2012

Poder defender a vida: também um dom de Deus





Vendo todo o esforço que hoje existe no sentido de direcionar a humanidade à legalização do aborto, na proliferação de clínicas desse tipo, no crescimento de campanhas midiáticas e principalmente na cruel e irracional frieza com que autoridades, leigos e médicos tratam a vida de um bebê... eu me pergunto: E por acaso sou melhor que qualquer um destes assassinos? Tenho mais valor? Sou mais justo?
A verdade é que sou tão ruim quanto eles.

Mestre, que a Tua justiça aja por mim, porque meu coração é fraco e mau. Só conseguirei ser bom se for a Tua bondade a transpassar-me. Não sou eu que sou bom, nunca fui e nunca serei. É Você a ser bom através de mim. É por Sua graça que vejo a vida como um dom unicamente seu, pleno e incondicional, e é também pela Tua caridade que tenho a chance de defendê-la. NADA é mérito meu! Peço-Vos perdão por ter uma alma, um templo tão sujo. Sou Tua casa, e sempre permito que a morte, a dor e o pecado a invadam. Perdoa-me Bom Deus, pela minha mediocridade. Que seja a Vossa Mão a fazer todo o bem que sai de mim, pois se faço algum bem a mim mesmo e aos meus irmãos, é Você a fazê-lo através de mim. Como posso eu, grão de pó, atrever-me a dizer que sou bom? SÓ TU ÉS BOM. Obrigado Senhor, por humilhar-se. Humilhar-se por entrar em minha casa. O Criador de todas as coisas, agindo através de um indigente. Novamente, perdoa-me por ser tão miserável. O Senhor merece coisa infinitamente melhor. E mesmo sabendo disso, prefere a mim. Graças, Pai. Que posso dar-te eu, tão pequeno, em troca? Só meu ser. Aliás, ele sempre foi Seu. Ajuda-me a fazer de mim uma pessoa melhor, uma pessoa pura e amável. Não pelos meus irmãos, que amo muito. Mas porque Você merece o melhor de mim. Ajuda-me a ser grato ao Teu amor, tão grande que jamais conseguirei retribuir. Se existem pessoas que não te agradecem, ajuda Bom Senhor, este pobre e miserável pecador a te agradecer por Tudo o que Você nos faz! Agora entendo porque Francisco chorava: a ingratidão humana transpassava sua alma e causava dor maior que qualquer outra! Perdoa-nos Senhor! Se o Amor não é amado, ajude este verme a pelo menos ser grato a ele. A minha vida é apenas um curto sopro entre tantos outros na ventania da eternidade. Mas que esse sopro, desprezível na linha do tempo da humanidade, seja por Ti.
Graças, Pai, pela minha vida. Sem ela, eu não te conheceria. Peço pra que ajude todos os corações a conhecer-Te também. Que os bebês possam nascer, crescer e viver! E que enfim, um dia, tenham a graça de ter um encontro com Você. A graça de descobrir a razão pela qual vale a pena viver: Você!  Que todos os corações te amem com toda a vida que há neles! É tudo que desejo hoje.
Obrigado por ser quem És. Te amo.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Ressuscitou!


"Este é o dia no qual as nossas lágrimas são enxugadas. Este é o dia no qual os sofrimentos que experimentávamos ainda ontem dão lugar ao mais vigoroso júbilo, à alegria tão grande que sequer poderíamos imaginar. Este é o dia em que a vitória de Nosso Senhor mostra-se completa: o último inimigo a ser vencido era a Morte, e este é o dia em que Cristo ressurge dos Infernos vencedor.

Este é o dia em que o Todo-Poderoso zomba e escarnece dos seus inimigos! Onde está, ó Morte, a tua vitória? Onde o teu Aguilhão? A maldade humana não foi capaz de matar a Misericórdia de Deus, e a frieza do túmulo não conseguiu manter preso o Amor pulsante. O Amor tão forte que nem mesmo todos os pecados do mundo foram capazes de soterrar. O Amor Onipotente, que nem os Infernos puderam manter cativo.

Chegou o Domingo! Coroando a nossa Semana Santa, sobrepujando com Amor Divino toda a maldade humana estampada na Cruz da Sexta-Feira. Parecia que tudo chegava ao fim; parecia que, dessa vez, tínhamos realmente estragado tudo. Mas Deus nos supreende sempre. Da Sua Morte na Cruz, Ele faz redenção. Da sepultura fria, Ele faz o Sepulcro Vazio. O nosso pecado Ele cobre com o Seu Perdão e transforma o horrendo Deicídio em fonte de Graça e de Salvação. Porque Ele é Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal.

Começamos a Quinta-Feira no pérfido beijo de Judas e, na Sexta-Feira, os nossos crimes mataram a Cristo na Cruz. Apercebemo-nos da imensidão do nosso pecado quando O matamos e, não fosse a consoladora presença da Virgem que nos foi deixada, cairíamos em desespero no Sábado terrível. Mas n’Ela encontramos a nossa esperança e, com Ela, aguardávamos ansiosos o dia de hoje. E Ele é o Deus Fiel que cumpre sempre as Suas promessas.

Ressuscitou! Nós o devíamos saber, se não fôssemos tão pecadores, se não fosse tão pequena a nossa Fé. Afinal, Ele disse que ressuscitaria… Mas os nossos crimes nos deixaram cegos para as Suas palavras e, no dia de hoje, mal podemos acreditar nos nossos olhos. É por demais incompreensível este Amor de Deus! Nós O rejeitamos, nós O condenamos, nós O crucificamos e O sepultamos. Nós não O quisemos no nosso mundo, nós O expulsamos daqui! E, mesmo assim, Ele voltou. Mesmo após termos feito tudo o que poderíamos para nos livrarmos d’Ele, Ele retornou. E, por absurdo que isto possa parecer, retornou parecendo amar-nos ainda mais.

Retornou Glorioso, Ressuscitado, tendo vencido a Morte e prometendo-nos também a nós esta vitória! Como é possível? Acaso recebem prêmios os nossos pecados, recompensas tão mais maravilhosas quanto maiores forem os nossos crimes? Qual a lógica das atitudes deste Homem que visivelmente não está disposto a desistir de nós, por mais que nós deixemos claro que não O queremos em nossas vidas?

A lógica do amor de Deus ultrapassa todas as lógicas humanas. Para Ele, uma lágrima contrita é capaz de cobrir toda uma multidão de pecados; não foi exatamente isto que Ele fez por nós na Cruz da Sexta-Feira, ao oferecer à Majestade Divina a satisfação devida pelos nossos pecados? Enquanto O matávamos, Ele nos perdoava. E, quando chorávamos a nossa loucura, Ele já nos dava Vida. E hoje, Ressuscitado, veio assegurar-nos de que estará conosco. Todos os dias. Até o Final dos Tempos.

E que importam os sofrimentos deste Vale de Lágrimas diante da perspectiva da Ressurreição? Que nos importam a tribulação, a angústia, a perseguição, a fome, a nudez, o perigo, a espada, se nenhuma dessas coisas é capaz de nos separar do Amor de Cristo? Nós O matamos e, mesmo assim, Ele nos perdoou! O que tivermos de sofrer agora é lucro. As dores que porventura nos venham por conta de nossos pecados são paga pequena por nossas culpas; e ainda, ao final, a Ressurreição e a Vida Eterna! Como não nos rejubilarmos? Como não nos unirmos a toda a Igreja para cantarmos, neste Domingo Glorioso, a vitória de Cristo que é também a nossa Vitória? Sim, O Felix Culpa! Deus não Se deixa vencer e, desafiado pelo nosso pecado, mostrou-Se Magnânimo para além de qualquer razoabilidade. Nossas culpas foram soterradas pelo infinito Amor de Deus! Como não nos alegrarmos? É Páscoa, é Ressurreição. Cristo venceu e, com Ele, também nós vencemos – Aleluia!

E é do fato histórico da Ressurreição que nasce o vigor da Igreja. Ora, estamos falando de um punhado de homens rudes da Galiléia que saíram mundo afora para anunciar a Cristo Ressuscitado. Foram desprezados, zombados, torturados e mortos – e sustentaram a sua história. E esta pequena Igreja foi perseguida e, produzindo mártires aos milhares, continuou crescendo. Sobreviveu à queda de Jerusalém e à queda do Império Romano. Sobreviveu às invasões bárbaras e, cristianizando os responsáveis pelo caos em que foi lançada a Europa no início da Alta Idade Média, construiu a civilização que nós hoje conhecemos. Atravessou os séculos e pode ser encontrada até hoje, no terceiro milênio, quase dois mil anos após os acontecimentos que nós relembramos na Semana Santa. Sustentando a mesma história! Os pescadores ignorantes da Galiléia conquistaram o mundo para Cristo e a pequena Igreja nascida em Jerusalém está hoje espalhada por todo o mundo, contando com milhões e milhões de adeptos. Ora, todo efeito pede uma causa proporcional a ele. Onde está a causa desta maravilhosa fecundidade da Doutrina de Cristo? Onde, em consciência, a poderemos encontrar, se não for no Sepulcro Vazio que nós hoje celebramos? É claro que Cristo ressuscitou verdadeiramente. Sem a Ressurreição a história não faz sentido. Negá-La é negar as evidências.

Unamos, portanto, a nossa voz à voz dos anjos e dos santos todos que cantam a vitória de Nosso Senhor. Alegremo-nos junto à Virgem Santíssima, junto à Rainha dos Céus – que é o título com o qual Ela será louvada ao longo deste Tempo Pascal. Regina Caeli, laetare! Porque Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Porque os nossos pecados foram perdoados. Porque a Glória foi conquistada para nós. Porque Ele ressuscitou verdadeiramente."

z
Jorge Ferraz

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Eu cumprirei


És obra preciosa do Senhor teu Deus
És jóia rara e preciosa aos olhos Meus
Todo amor Eu te dei, toda compaixão te enviei
Tudo o que é Meu é teu

A Mim tudo foi confiado, a ti confiarei muito mais
Basta que te abras, basta que me ouças
E que confies em Mim

Tudo que está ao seu redor
O Pai criou as árvores as flores, as montanhas
O sol tão grandioso e forte e os pássaros
Tudo por amor a ti

Contemple, sinta e toque
Vem a Mim, abre o coração
Porque grandes coisas serão realizadas através de ti
Eu o Senhor te falei e cumprirei


terça-feira, 27 de julho de 2010

Fora do Amor de Deus não há descanso!


"Já não temos dúvida da revolução que a vida de Jesus realizou em nós depois que, de fato, fizemos uma forte experiência com Sua vida. Lembro de uma antiga canção do Pe. Zezinho em que eu cantava sempre e que diz assim: “Jesus Cristo me deixou inquieto com as palavras que ele proferiu, nunca mais eu pude olhar o mundo sem sentir aquilo que Jesus sentiu”. Esta é uma consequência que perpassa a minha vida e história. Apesar de nossas inconstâncias e infidelidades, bem sabemos, uma vez marcados pela graça de Deus, uma vez tendo sido visitados por aquela luz de Deus que iluminou as trevas da nossa consciência e do nosso coração, podemos até ir pra distante, mas a voz continua a ressoar, permanecemos marcados definitivamente. Assim como acontece misteriosamente com o caráter indelével do sacramento do Batismo, da mesma forma, quando a misericórdia de Deus um dia nos foi tão íntima, marcou-nos para sempre.

Deus nunca nos abandona, ainda que o abandonemos! Deus nunca muda o que pensa de nós, ainda que nossa “cabeça fique moderna”, cheia de doutrinas, conceitos, filosofias e psicologias, e também, cheia de ideias erradas acerca do Seu amor e da religião. Mas é verdade que tudo isto nos dificulta a comunhão porque nós mesmos passamos a julgar que Deus mudou, que a “mão de Deus não é a mesma”, como canta o Salmista. No entanto, Deus não só não muda, como "não nos trata como exigem nossas faltas". O que Deus pensa a nosso respeito permanece mesmo quando os outros desacreditam de nós. Onde quer que estejamos ou façamos, o amor de Deus nos procura, nos deseja, nos chama. O que quer que passemos, o amor de Deus nunca se torna indiferente porque Deus é o primeiro a querer nossa felicidade, Ele é a nossa felicidade. Para voltar é preciso coragem e humildade, sobretudo, acolhida da graça de Deus que está sempre à nossa disposição. Corramos para Deus, pois não há descanso fora do Seu amor, lembra-nos Santo Agostinho. "

Antonio Marcos, missionário na Comunidade de Vida Shalom
Comunidade Católica Shalom

domingo, 18 de julho de 2010

Onde está a felicidade?


No meio do turbilhão de sonhos e sensações que esse mundo nos oferece, precisamos fazer uma pergunta: a onde nós colocamos a nossa felicidade? Em um objeto? Em um estilo de vida? Em um sonho? Em alguém?

Todo ser humano tem direito à busca da sua felicidade, da sua auto-realização, dos seus sonhos! Afinal, quem nunca sonhou, quem nunca desejou muito alguma coisa?

O próprio Papa João Paulo nos pediu que sonhemos com os mais altos ideais! Principalmente a nós jovens! Amados, busquem as mais altas realizações para a vida de vocês! Nunca deixem de sonhar e de buscar os seus sonhos!

Mas existe algo mais. Algo que está além dos sonhos. Além de qualquer coisa que possamos desejar nessa vida. Você é capaz de deixar tudo o que você tem e a todos para buscar esse algo mais?

Eu te faço um convite: coloque a sua felicidade inteiramente no Senhor. Que Ele seja seu motivo de amar, de viver, de sorrir, de seguir em frente! Nunca se esqueça! Tudo passará, mas o Senhor não passará. Que vale ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida eterna?

Amados, que não nos contentemos apenas em desfrutar as obras de Deus. Não busquemos apenas desfrutar das maravilhas de Deus, mas sim do Deus que criou todas as maravilhosas criaturas!


Se você O conhecer, por NADA você O trocará!



Um grande abraço do seu irmão!
Fiquem com Deus!
Raphael

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Com Tua Mão



Com tua mão, ó meu Senhor, segura a minha...
Pois não me atrevo a um passo só
Sem teu amparo, sem teu apoio

Eu não darei, eu só iria fraquejar
Eu andaria a vacilar
Sem tua mão a me sustentar.
Mas se tua mão me segurar
Eu correrei até... VOAR!!!
Subirei apoiado em Ti


Não meu Senhor. Nem um passo sem Ti.


sexta-feira, 11 de junho de 2010

Namoro: um Dom de Deus!


"Uma breve palavra de gratidão a Deus por ter criado o homem e a mulher como imagem e semelhança d'Ele mesmo. Criou-nos no amor e para o amor. Criou-nos com a vocação à complementaridade, à comunhão e à edificação mútua. Bendito seja Deus pela incomensurável beleza do matrimônio e pela ponte que conduz até ele, que é o namoro. Deus quer namoros santos para que aja famílias santas.

Bendito seja Deus pela "inquieta solidão do homem Adão" que fica vislumbrado, maravilhado diante de Eva, a mulher, ossos dos seus ossos e carne de sua carne. "Crescei e multiplicai-vos, diz o Senhor! Sejais santos como Eu sou santo!" Que o namoro seja também prefiguração do eterno matrimônio de Deus com o seu povo e que se consolidará na Parusia (no último dia). Então já não existirão mais namorados e casados, mas todos seremos "amigos" de Deus, enamorados do Senhor, esposos do Esposo. Que o namoro remeta o coração e a alma a essa lembrança e a essa esperança: só o amor permanecerá.

Nesse sentido vivais como filhos da luz. "Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor. Que o homem carregue no coração a graça da paternidade e que os filhos conheçam a força que brota do amor." Bendito seja Deus pelo namoro dos nossos pais, somos frutos dessa amizade que cresceu, desse amor que amadureceu e os constituiu Família. Bendito seja Deus pelo namoro dos pais de S.Teresinha, de S. Teresa, de S. Francisco, de Gianna Beretta Molla, dos pais do saudoso João Paulo II. Bendito seja Deus pelo namoro dos pais do nosso Fundador (Moysés) e da nossa Co-Fundadora (Maria Emmir). O sim deles frutificou em tantas alegrias e em milhares de vidas consagradas a Deus, numa obra santa, presente do céu para cada homem.

Que os jovens ou maduros casais de namorados se espelhem nesses testemunhos e mais, espelhem-se indispensavelmente, no namoro de São José e da linda e jovem virgem de Nazaré. Quanta pureza e submissão ao Deus que os criou e os vocacionou para tão altíssima Vocação: construir a Sagrada Família de Nazaré. Que eles nos ensinem o caminho do amor, da superação de toda tentação do prazer desregrado, da sensualidade e da posse egoísta um do outro. Que Eles nos ensinem ainda a via da amizade, do Namoro casto e em Deus e da Família capaz de viver o amor até o fim na fidelidade e na alegria.

Bendito seja Deus pelo namoro dos pais de cada pessoa que, escutando a voz do Senhor, aderiu de todo o coração à vocação ao Celibato e ao Sacerdócio. São felizes quando amam de maneira incondicional e com todo o ser, na exclusividade de um seguimento mais inteiramente disponível, ao Deus da vida que enamora e apaixona os nossos corações. Bendito seja Deus pelo namoro dos pais de cada Sacerdote que, com suas renúncias próprias e sua esponsalidade com o Senhor e sua Igreja, embelezam e encorajam os jovens enamorados para que construam Famílias Santas e filhos felizes que descubram o desígnio de Deus.

Bendito seja Deus pela Comunidade Católica Shalom, que em seu seio, acolhe, desenvolve e cuida de conduzir ao Senhor cada vocação, cada vida que deseja tudo dar pela vontade de Deus. Bendito seja Deus pela profecia das Famílias renovadas em nossa vocação, como também nas novas Comunidades, evangelizando com o testemunho da vida consagrada nos três estados de vida. Que o Senhor nos preserve dos enganos do mundo, das seduções e maquinações do sensualismo, do desespero por se considerar uma pessoa sem valor pelo fato de se "estar sozinha", do medo de não contemplarmos em nossas vidas o cumprimento das promessas de Deus.

Acreditamos que é possível se viver um namoro santo, casto, voltado para os valores verdadeiros e autênticos. Acreditamos que é possível viver a plenitude do amor, dentro do namoro, nos gestos do cuidado, da doação, da oferta de vida, da promoção do outro, não deixando assim sere arrastados por esta cultura da banalização do sexo e do corpo, dons de Deus e que correspodem à finalidade do amor conjugal. Que o Senhor nos faça viver amizades santas, livres, despretensiosas e que o namoro não seja o centro, uma idolatria do outro, mas uma ponte para que o projeto de Deus se consolide em nós e para que tudo seja fonte de benção um para o outro, e ambos para os outros. Bendito seja Deus pela vocação ao namoro, por cada Maria e cada José do nosso tempo que continuam acreditando na castidade, no pudor, na beleza e pureza do namoro, na família e na evangelização do mundo através de namoros santos, casais santos e Famílias Santas. Obigado Senhor, pelo dom do namoro!"
-
Antonio Marcos, Missionário na Comunidade de Vida Shalom
Comunidade Católica Shalom

quinta-feira, 3 de junho de 2010

quem nos separará do amor de Deus?


"Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação? A angústia? A perseguição? A fome? A nudez? O perigo? A espada?" "Nem a morte nem a vida, nem os anjos nem os principados, nem o presente nem o futuro, nem as potestades, nem as alturas nem os abismos, nem outra qualquer criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo nosso Senhor" (Rom 8, 35-39)

Amados! Nada, NADA é capaz de nos separar do amor de Deus. Ele mesmo nos diz na palavra, "mesmo que as colinas mudem de lugar, mesmo que as montanhas balancem, Meu Amor por ti nunca vacilará" (Isaías 54, 10)

Deus te ama com amor eterno e incondicional! "Israel vinha dizendo: o Senhor me abandonou, o Senhor esqueceu-se de mim! Pode uma mãe esquecer o seu neném, ou o amor ao filho de suas entranhas? mesmo que ela o esquecesse, eu de ti jamais me esquecerei! (Isaías 49, 15-16)

Ainda que você esteja em pecado, ainda que você o tenha traído, ainda que você o tenha negado! Ele te ama e te quer perto d'Ele. Ninguém ama mais o filho do que o pai. E esse amor não pede nada em troca, é eterno. Nada pode superar o amor de um pai por um filho. NADA! Deus é amor! E o Amor só sabe amar.

Nosso Senhor é o Deus do impossível. Tudo pode realizar! Só existe uma coisa que Deus não é capaz de fazer, só uma coisa! Deixar de te amar. Mergulhe nesse amor! Ele não nos tira nada. Se você tiver a coragem e a loucura de se entregar totalmente a esse Amor, você verá que não perdeu nada. Mas sim, verá que encontrou um tesouro, imenso! E, após encontrá-lo, o mínimo que você conseguirá oferecer a Ele será a própria vida.

Se você O conhecer, por NADA você O trocará!


sábado, 22 de maio de 2010

A estória do lápis


O menino olhava a avó escrevendo uma carta. A certa altura, perguntou:

- Você está escrevendo uma história que aconteceu conosco? E por acaso, é uma história sobre mim?

A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:

- Estou escrevendo sobre você, é verdade. Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.

O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.

- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!

- Tudo depende do modo como você olha as coisas. Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo.

"Primeira qualidade: você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma Mão que guia seus passos. Esta mão nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre conduzi-lo em direção à Sua vontade".

"Segunda qualidade: de vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele está mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão ser uma pessoa melhor."

"Terceira qualidade: o lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no caminho da justiça".

"Quarta qualidade: o que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você."

"Finalmente, a quinta qualidade do lápis: ele sempre deixa uma marca. Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida irá deixar traços, e procure ser consciente de cada ação".

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Espírito Santo, o Espírito de Amor!


Como Deus é maravilhoso! Como é apaixonado pelo Homem! Não mede esforços para ver-nos ao Seu lado. Olhe à sua volta. Todas as maravilhas da natureza, o céu, as árvores, os passáros! Também olhe essas pessoas ao seu redor, esses sorrisos, esses abraços. Não só as feições alegres, mas também os rostos tristes! Tristes porém esperançosos de um dia encontrarem a Paz! São únicos, criados por um Pai que a todos criou, amando-os antes de toda a criação.

Sinta! Veja! Toque! Não vês que tudo o que está ao seu redor são obras de amor de um Deus apaixonado que criou todas as coisas? Um Deus apaixonado que nos dá não só essas coisas, mas também o Seu próprio Espírito! Nos dá o Seu Ser, para que possamos seguir a nossa caminhada. Recebemos, num ato inefável de amor, o próprio Espírito de Deus! É algo tão sublime, que está completamente fora da nossa compreensão.

Precisamos continuamente pedir o auxílio do Espírito Santo, o Espírito de Amor, para que nos ajude a buscar a santidade. O Amor só sabe amar! E nós, fomos criados à Imagem e Semelhança do Amor. Portanto, a essência do seu ser, da sua vida, é o amor! Por Ele e para Ele fomos criados. HÁ AMOR EM VOCÊ!

Peça que esse Espírito de Amor habite em seu coração, que Ele seja Senhor da sua vida! Apenas n'Ele podemos ser livres. O Espírito Santo renova a nossa vida, e nos dá a paz e a felicidade que tanto buscamos nesse mundo!

Somos filhos do Alto! E temos o Espírito de Amor como nosso amigo fiel, nosso guia à santidade!

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vosso fiéis
e acendei neles o fogo do Vosso amor.
Enviai o Vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra.
Oremos, ó Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis
com a luz do Espírito Santo,
Fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito.
E gozemos sempre da Sua consolação
Por Cristo Senhor nosso, amém.


terça-feira, 4 de maio de 2010

Eucaristia, nosso tesouro


"Muitas vezes queremos compreender como o Senhor dá Seu corpo e sangue na forma de pão e vinho, mas isso será sempre um mistério de fé. Jesus, sabendo disso, veio em auxílio a nossa fraqueza e a nossa incredulidade. Para que pudéssemos aceitar com mais facilidade o mistério da Eucaristia, Ele realizou muitos prodígios: andou sobre as águas, multiplicou os pães, apareceu aos apóstolos após Sua ressurreição; tudo para que soubéssemos que Ele tem o poder de realizar aquilo que realizou na Eucaristia.
-
Jesus quis concretizar Sua presença sob as espécies de pão e vinho, para que compreendêssemos que a Eucaristia, é Seu corpo, que vem ser presença, remédio, cura, alimento e força para nós.
-
"Pois minha carne é verdadeira comida e o meu sangue verdadeira bebida. Quem se alimenta com a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim, e eu nele".
-
Só comungando freqüentemente e adorando Jesus no Santíssimo Sacramento conseguiremos forças para prosseguir numa vida de santidade.
Se você contraísse qualquer doença grave, certamente tomaria todos os remédios indicados pelo médico. O remédio para curar as doenças espirituais é a Eucaristia. É o próprio corpo e sangue, alma e divindade do Nosso Senhor Jesus Cristo, o remédio eficaz para o nosso corpo e para a nossa alma. Comungando o corpo do Senhor, nossos pensamentos, sentimentos, idéias e fantasias são purificados. A descontaminação acontece pela Eucaristia.
-
Além de receber Jesus Eucarístico, é preciso adorá-Lo no Santíssimo Sacramento. Seja adorador, seja adoradora! Se por vários motivos você não puder permanecer por muito tempo em adoração, passe pelo menos cinco minutos por dia diante de Jesus presente no sacrário.
Somos incapazes de imaginar os benefícios que recebemos quando estamos em adoração diante do Santíssimo Sacramento. Da mesma forma que nos unimos ao sofrimento de alguém que amamos, Jesus se une a nós. No momento em qu estamos diante do Santíssimo Sacramento,
Jesus está diante de nós.
-
Jesus na Eucaristia deseja ardentemente esse encontro, e, como ovelhas machucadas, precisamos nos encontrar com Ele para a nossa cura.
-
Que Jesus entre em sua casa e comece a reinar. Que o Santíssimo Sacramento se levante para abençoar o Brasil, o seu lar, seus pais, seus irmãos, seu casamento, seus filhos, sua maternidade e sua paternidade."
-
Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Onde está o teu irmão?


Deus é apaixonado por cada um dos seus filhos. São seus pequeninos, seus amados! Ele troca reinos para tê-los junto à Ele, tudo faz para que se salvem. O maior desejo do Pai é ver todos nós reunidos no Céu, um reino de amor em louvor eterno!

O seu sorriso faz o Pai sorrir. Como Ele se agrada em ver-nos verdadeiramente felizes. Como Ele se agrada em ver-nos fazendo felizes uns aos outros! Somos verdadeiramente uma família. Uma família no amor. Quando o nosso irmão está vivendo na tristeza, precisamos estar ali, para devolver a alegria à ele. Quando fazemos isso, é o próprio Cristo que o faz através de nós! O Amor age e flui através da gente. Ele precisa da gente.

Por isso, imagine quão grande deve ser a dor do Pai quando deixamos de levar vida ao nosso irmão. Ele nos capacita para que nós possamos ajudar uns aos outros. Mas nos deixa livres para escolher.

Pense no seu próximo! Por pior que seja, por mais indigno que seja, ele é a imagem e semelhança de Deus. Nem o maior dos anjos foi feito à imagem e semelhança d'Ele. Mas nós fomos. Inclusive o pior e menor ser humano.

Tudo o que fazemos ou deixamos de fazer ao nosso irmão, é ao próprio Deus que o fazemos. Assim como o menor ato de amor a alguém comove o coração de Jesus, um ato de ódio ou desprezo entristece o coração d'Ele. E infelizmente, como a humanidade, a família de amor, se tornou uma família que despreza aqueles que mais precisam de alegria, carinho... DE VIDA!

São Francisco uma vez falou: "O Amor não é amado!" E realmente, não é. Não apenas em seu tabernáculo, mas também nos seus pequeninos.

"O amor não é amado nos becos e nas ruas
O amor se encontra enfermo no leito de um hospital
Não é visitado nos asilos, vive num presídio encarcerado
O amor não é amado nos pobres e andarilhos
O amor quer um trabalho para alimentar os seus
Sonha em ter um dia um simples teto
sofre pra encontrar os seus direitos"
Walmir Alencar

Mas o Amor precisa ser amado! E precisa de cada um de nós. Só com a nossa doação poderemos suprir a sede de amor que o mundo tem. Através dos pequenos e grandes gestos, nós podemos embriagar o mundo com a vida, a verdadeira vida. Porque o amor tudo conquista!

"Em verdade vos digo que, tudo quanto fizeres a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, foi a mim que o fizestes." (Mt 25, 40)


terça-feira, 27 de abril de 2010

Deus é Amor!


"Quem não tem experiência de amor, de amar ou ser amado por alguém? Qual é a pessoa que mais te ama ou amou na vida? Você pode me responder: minha mãe, ninguém me amou mais que minha mãe; outro pode dizer, foi o meu pai, o seu amor firme mais concreto me ajudou a formar o meu caráter. Outros ainda podem dizer, foi minha avó com a sua ternura e misericórdia, meu marido, minha esposa, ah são meus filhos…

Deus te ama com amor forte de pai: “Mesmo que as serras mudem de lugar, ou que as montanhas balancem meu amor para contigo nunca vai mudar, minha aliança perfeita nunca há de vacilar — diz o SENHOR, o teu apaixonado”. (Isaías 54,10)
Deus te ama com amor terno e incondicional de mãe: Sião vinha dizendo: “O SENHOR me abandonou, o SENHOR esqueceu-se de mim!” Acaso uma mulher esquece o seu neném, ou o amor ao filho de suas entranhas? Mesmo que alguma se esqueça, eu de ti jamais me esquecerei! (Isaías 49,15-16).

Deus ama você com amor forte e firme de pai e amor terno e misericordioso de mãe e o melhor esse amor nunca acaba, é incondicional, ou seja, independe de você ama-lo ou não, ser bom ou ruim, ser preto ou branco, rico ou pobre, mulher ou homem. Deus te ama porque você é seu filho: De fato, vós não recebestes espírito de escravos, para recairdes no medo, mas recebestes o Espírito que, por adoção, vos torna filhos, e no qual clamamos: “Abbá, Pai!” (cf. Rm 8,16-17).
Deus sempre tomou iniciativa em nossas vidas, quem ama se antecipa, percebi, observa, vai ao encontro, nos carrega com ele: “Nós amamos, porque ele nos amou primeiro” (I Jo 4,19).
Mesmo vivendo no pecado, contra Deus, negando-o, virando as costas pra Ele, o seu amor é imutável, mesmo no pecado Deus te ama! “Onde, porém, se multiplicou o pecado, a graça transbordou” (Romanos 5,20). Essa graça é o amor de Deus por você, a única coisa que Deus não pode fazer é DEIXAR DE TE AMAR!

Tem gente que tem dificuldade para dar e receber amor, pelas situações que viveram na vida, traumas, desamor dos pais, indiferença, traições, desconfia de tudo e de todos e isso tudo pode nos impedir de experimentar o amor de Deus, por isso, deixe-se amar por Ele. Deixe que o Seu amor cure as tuas feridas, saiba que existe Alguém que cuida de você e te ama com amor eterno: lá de longe o SENHOR lhe apareceu: “Eu te amo com amor de eternidade; por isso, guardo por ti tanta ternura! Vou reconstruir-te, serás restaurada, virgem Israel. De novo pegarás o pandeiro e sairás dançando alegremente” (Jeremias 31, 3-4).
“Porque és precioso a meus olhos, porque eu te aprecio e te amo, permuto reinos por ti, entrego nações em troca de ti” (Isaias 43,4).

O Amor de Deus é o nosso primeiro passo num caminho que começamos a trilhar agora, num Seminário de Vida no Espírito Santo, com um tema apresentado aqui no Seminário de vida on line.
São João ensina que “Deus é Amor” apresentando-nos Deus em Sua essência.
E tudo o que criou, o fez com este Amor que é Ele mesmo, viu que era muito bom (Gn 1 e 2.)
Isto nos ajuda a compreender que Deus ama em tudo o que fez e faz; que é Amor concreto, especialmente manifestado em Seu Filho, Jesus Cristo, que se entregou à morte por todos nós, quando nem ainda o conhecíamos.
Sobre este Amor, e para que se torne uma experiência também concreta em nós, precisamos saber que é incondicional, pessoal, irreversível, onipresente, insubstituível e universal, entre tantas outras riquíssimas realidades.

- É incondicional, porque absolutamente não existem condições impostas à sua presença. A verdade é que não precisamos ser bons, perfeitos, puros, boas pessoas, santos ou qualquer outra coisa boa, justa, correta para que o recebamos. É, portanto, incondicional!

- É pessoal, porque para Deus não existem 7.000.000.000 de pessoas no planeta. Cada um é como o inteiro universo, por quem Ele entregaria Seu Filho à morte e para quem Ele criaria todo o mundo, se preciso fosse, de novo!

- É irreversível, porque nunca volta atrás, não desiste mesmo que esqueçamos Sua presença. É sinal de que está sempre em nós, dentro e fora de nós, esperando por nós, a nosso dispor para que nos deixemos amar.

- É onipresente, porque em tudo está! É que o Amor é o próprio Deus que em todas as circunstâncias está presente e assim nos ama e envolve de Amor toda a nossa vida. É um pacto de Amor!

- É insubstituível, pois nada pode tomar Seu lugar! Porque é o Amor que criou o céu, a terra e tudo o que existe na terra e no universo. Não pode ser substituído por nada, pelo fato de que nada a ele se iguala!

- É universal, porque existe para todos, sem exceção! Para Seus filhos, para os que estão perto e
longe, dentro e fora de Sua Igreja, portanto, para os de todas as raças e credos, cores e culturas!
É claro que saber de tudo isso nada vale se não fizermos esta experiência de Amor!
Rezemos assim: "Meu Deus, hoje abro meu coração e toda a minha vida para que Tu me ames. Através de minha livre vontade e por causa da necessidade de Amor, eu aceito que Tu me ames e manifestes em mim o Teu Amor. Vem, meu Deus! Podes me amar! Mesmo que minha historia tenha sido de desamor e muito sofrida, mesmo que eu não tenha experimentado amor de pai aqui da terra, mesmo que hoje por causa de decepções e traições eu não acredite mais no amor. Eu quero e abro o meu coração ao teu amor de Pai e quero te amar com amor de filho. Obrigado, meu Deus, Assim seja, Amém"
Pe. Luizinho,
Comunidade Canção Nova


segunda-feira, 19 de abril de 2010

A Misericórdia Infinita


O amor de Deus é maior que tudo. Deus é mais que tudo. Todos os pecados, de todos os homens, durante toda a vida deles, são como uma pequena gota, que se derrama no mar da Sua Misericórdia infinita. O maior desejo de Deus é que todas as almas se salvem. Cada um é para Ele uma jóia rara e preciosa, única! VOCÊ é maior tesouro do Pai!

À Ele tudo foi confiado. A você, Ele confiará muito mais. Basta que você se reconheça pequeno, e confie n'Ele. Deus tem propósitos de felicidade para você! Deus é sabedoria infinita. Ele sabe, melhor do que nós, o que nos deixará felizes em plenitude!
Não desista da sua santidade, não desista dos propósitos de Deus. Confie na sua misericórdia. Aos mais fracos e mais pecadores, Deus olha com um carinho muito especial. São os seus prediletos! Basta que você se abra, para que Ele renove o coração e seus caminhos.

Olha para tua história, tua vida
O que ainda te prende ao que passou?
Se tantos hinos cantamos
Tantos salmos recitamos
Falando da misericórdia infinita do Pai

Saibas que todo o teu pecado, em toda a tua vida
É uma pequena gota que se derramou no mar
Da misericórdia infinita de Deus
Quem poderá dizer que ela existiu?
Foi uma pequena gota... O mar a consumiu

sábado, 3 de abril de 2010

Ele quis dar a vida por nós


Jesus...

Não bastou o Senhor ter se despido da sua divindade.
Não bastou o Senhor ter sido perseguido antes mesmo de nascer.
Não bastou o Senhor ter nascido numa manjedoura.
Não bastou o Senhor, o Rei dos reis, ter-se feito pobre e humilde.
Não bastou o Senhor ter alimentado a tantas pessoas.
Não bastou o Senhor ter curado os enfermos, de corpo e alma!
Não bastou o Senhor ter expulsado os demônios.
Não bastou o Senhor levar alegria aos seus.
Não bastou o Senhor ter ressuscitado o seu amigo.
Não bastou o Senhor ter trazido o amor e a esperança ao mundo.

O Senhor ainda quis morrer. E morrer em uma cruz, condenado como o maior dos criminosos. Como é possível Jesus, Tu, que és Tudo, dar a vida por nós, que nada somos? Amado, somos indignos de tanto amor Teu. Continuamente caímos, nos revoltamos, e damos as costas a Ti. E Você sempre nos espera, de braços abertos, ignorando as nossas falhas. Mas quer saber, Jesus? Eu vou cair de novo. Sou tão limitado, tão pequeno, que sei que vou cair. Mais de uma vez. Mas sei que sempre estarás lá, para me levantar do chão e me encher de amor. “Não sou nada, eu bem sei. Tão pequeno, um grão de areia em Tuas mãos!”
Senhor, alguns irmãos nossos, como São Francisco, Santo Antônio, Santa Terezinha... Quando experimentaram um pouquinho, um pouquinho desse Teu amor, não agüentaram: Largaram tudo por Ti, sofreram todas as dores e humilhações: só por Você.

Amado, ajuda-me a entender só um pouco desse Teu amor. Sou Teu! Sempre fui. E aqui está o seu pequeno, que sabe que nada é. Mas que sabe que só tem a Você. Porque quem tem a Ti, tem tudo. Encontrou a pérola preciosa, e é capaz de deixar tudo para ficar com ela. E ninguém, ninguém é mais rico do que aquele que Te encontra.

"Só um amor infinito pode explicar as desconcertantes humilhações do Filho de Deus"


terça-feira, 23 de março de 2010

Ser Santo sem deixar de ser Jovem!


"Ser jovem é muito bom. É nessa fase da vida que nossos sonhos desabrocham, que queremos mudar tudo e todos.

Uma fase de fazer a diferença!

"A juventude não é apenas um período de vida [...], mas uma qualidade de alma que se caracteriza precisamente por um idealismo que se abre para o amanhã" (João Paulo II)

Unir minha jovialidade com a certeza de que Deus está comigo é totalmente possível. Ele não tira nada, pelo contrário, me dá tudo! Ele se faz meu amigo no presente e tem a minha história na mão: nela segura firmemente meu passado, como as fontes e os alicerces do meu ser; nela guarda ansiosamente o futuro, e me faz vislumbrar a mais bela alvorada de toda a minha vida. É com esta mão forte que conto quando caio e não quero ficar largado no chão. Ele tem a voz que ecoa no silêncio do meu coração, acordando-me pra vida.
"Quando o jovem não se decide, corre o risco de ficar uma eterna criança!" (Bento XVI)
Não quero ser criança, quero crescer! Quero me decidir! Hoje me decido a ser santo! Santo sem deixar de ser jovem.
Tomo a coragem de ter decisões definitivas porque sei que na verdade são as únicas que não destroem a minha liberdade, mas criam a justa direção, me possibilitando seguir em frente e alcançar algo de grande na vida. Algo que me é garantido! A vida eterna! O Céu!
Desafio você a ser santo. Topa?
Ser santo sem deixar de ser jovem! E pra provar que é possível, temos muitos exemplos de pessoas que começaram esse projeto de santidade ainda na juventude e se transformaram em santos de altares. Destaco aqui um beato que faz aniversário dia 06 de abril. Beato Píer Giorgio Frassati, 24 anos, alpinista, fez faculdade de engenharia mineral, gostava de estar com a galera e teve um grande amor.

E aí, se identificou?
Ele tinha um lema: "Verso l' alto", traduzindo: "para o alto". Para o Céu.
É assim que quero provocar você. Desafiá-lo(a) a ser santo, ser como o Beato Píer Giorgio, vivendo as coisas próprias da juventude mas em tudo deixando marcas de Céu! Marcas de santidade.
Vamos juntos formar uma geração de jovens que buscam acima de tudo a santidade de Deus?
Tamu junto! "


Adriano Gonçalves,
Comunidade Canção Nova

Eis a serva do Senhor!


" "Sou uma serva do Senhor; faça-se em mim segundo a Tua palavra" (Lc 1, 38). Talvez sejam as palavras mais belas da Escritura. É uma temeridade pretender captar e trazer à luz tamanha carga de profundidade contida nessa declaração. Procurarei abrir só um pouquinho as portas desse mundo inesgotável, colocando nos lábios de Maria outras expressões acessíveis a nós.

Anjo Gabriel, que me traz da parte de Deus? Uma tarefa? Uma proposta? Uma pergunta? Se me traz uma pergunta ou uma proposta, saiba que não tenho direitos nem posso tomar iniciativas.
Sou uma serva. A serva não tem direitos. Os direitos da serva estão nas mãos do seu Senhor. Não compete à serva tomar iniciativas, mas apenas aceitar as decisões do senhor.

Anjo Gabriel, diga ao Senhor Deus para se lembrar de que ele é meu Senhor, e de que eu não sou mais do que sua pobre serva. Diga-lhe que se lembre de que é ele quem toma iniciativas; e que, diante de qualquer coisa que ele decidir, eu responderei invariavelmente: de acordo, meu Senhor!

Sou uma pobre de Deus. Sou a criatura mais pobre da terra; por conseguinte sou a criatura mais livre do mundo. Não tenho vontade própria; a vontade de meu Senhor é a minha vontade, sou a servidora de todos . Em que posso servi-los? Sou a Senhora do mundo porque sou a Servidora do mundo.

Quem foi Maria? Foi a mulher que deu um Sim a seu Senhor, e depois foi fiel a essa decisão até as últimas conseqüências e até o fim de seus dias. Foi aquela mulher que deu um cheque em branco, aquela que abriu um crédito infinito e incondicionado a seu Senhor, e jamais voltou atrás ou retirou a palavra. Oh! Mulher fiel!"

Fonte: O Silêncio de Maria, LARRAÑAGA Inácio. (pgs 64-65)

Maria Santa e fiel! Ensina-nos a viver como escolhidos... a dizer sim com a tua paz! Precisamos da tua fé.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós.

sábado, 20 de março de 2010

Belíssimo Esposo!



Beijo a Tua paixão que me liberta das minhas paixões
Beijo a Tua cruz que condena e esmaga o pecado em mim
Beijo Teus cravos, Tuas mãos que apaga o castigo do mal
Beijo Tua ferida que curou a ferida do meu coração
Eu Te beijo Senhor e a Tua paixão é o Meu Tudo!
És Meu Tudo, Jesus Amado de minha alma
-
Oh Belíssimo Esposo!
Mais belo que todos os homens!
Santo, santo és Tu!Belíssimo Esposo!
Esconde-me em Teu lado aberto!
Em Tua chaga de Amor... de Amor!

Beijo a lança que abriu a fonte do Amor imortal
A fonte do Amor sem fim
Que pagou o que eu não poderia pagar
Beijo o Teu lado aberto jorrando rios de vida e de paz
Fazendo brotar em mim
Um canto novo, um hino esponsal
Beijo Tuas vestes que esconderam minhas misérias
Vergonha não há! Me adornas com Amor!

Oh Belíssimo Esposo!
Mais belo que todos os homens!
Santo, santo és Tu!
Belíssimo Esposo!
Esconde-me em Teu lado aberto!
Em Tua chaga de amor, de amor!

Beijo os lençóis que envolveram
O Teu corpo ferido de Amor
E cobriram meu coração
Revestiram-me de realeza
Beijo o Teu Santo Sepulcro
Testemunha da Ressurreição
Quero ressuscitar também
E encerrar-me dentro de Ti
Quero em Ti mergulhar
E então renascer na Tua chaga criadora
Descansar a minha alma em Teu coração!

Oh Belíssimo Esposo!
Mais belo que todos os homens!
Santo, santo és Tu!
Belíssimo Esposo!
Esconde-me em Teu lado aberto!
Em Tua chaga de amor, de amor!




sexta-feira, 19 de março de 2010

A primeira que comungou


Maria! A primeira que recebeu Jesus no coração. O sacrário vivo de Deus. Aquela que trouxe o Amor ao mundo. Ninguém nos leva melhor a Jesus do que a Sua mãe!

"Grande mãe de Deus, Virgem Maria, te todo o coração queremos te agradecer pelo seu amor, pelo seu carinho. E queremos dizer que todas as vezes que entrarmos em uma capela para adorar teu filho no véu do sacramento receberás também o nosso amor, a nossa gratidão, nos ensine a guardar o amor e a verdade pelo santíssimo corpo de Deus, Do qual a Senhora foi o primeiro tabernáculo, o tabernáculo vivo e verdadeiro. Mãe de Deus, nós te amamos!" Toca de Assis


A primeira que comungou foi a Virgem Maria
A primeira que recebeu Jesus no coração
A primeira que anunciou foi a Virgem Maria
E gerou na fé o profeta que de Izabel nasceu

Foi por ela que aconteceu a primeira adoração
E quando os magos a encontraram
Houve a primeira grande exposição

Mãe, capela do santíssimo
Sacrário do amor
Expõe para nós teu filho!
Expõe para nós teu filho!

Mãe capela do santíssimo
Morada do senhor
Expõe para nós teu filho!
Expõe para nós teu filho!

Primeiro ostensório do senhor!



quinta-feira, 18 de março de 2010

Minha eterna gratidão a Jesus



Aqui nesse post vou falar um pouco de mim, do que eu sinto...
-
E não consigo falar de mim sem falar do meu Amado! o Meu Jesus!
-
Porque tudo o que tenho, tudo o que sou, eu devo a Ele. Quantas vezes eu me deito pensando no momento em que os portões da Jerusalém Celeste serão abertos... e eu irei ao encontro d'Ele... e Ele ao meu! O abraço e o beijo que Ele vai me dar! As palavras de amor que aquela doce voz irá me dizer... A comunhão eterna que eu terei com a fonte da felicidade infinita, com a fonte da vida! É como um sonho! Vale a pena passar as provações aqui na terra, só para receber o abraço de Deus, o olhar face a Face, o Seu sorriso pra mim... ver a Sua alegria ao ter o seu humilde filho de volta na sua casa! Ninguém ficará mais feliz ao entrarmos no Céu quanto o próprio Deus! Somos cidadãos do infinito, rumo à pátria celeste.
-
Esse mesmo Deus que nos receberá com alegria no Paraíso está presente aqui nesta terra... presente em um pequeno pedaço de pão. Ele se dá com tanto amor! Não podemos recebê-lo de qualquer jeito... Precisa ser com amor! Com alegria! Com reverência e devoção! Ele quer beijar a sua alma... Ele vem tão humilde... Tão doce, tão suave!
-
Desde o princípio o Pai demonstra seu infinito amor. Ele não precisava ter nos criado. Ele é Deus, a plenitude! Não precisava da gente. Mas Ele nos desejou. O Senhor desejou você! E tudo que Ele criou, criou pra você! As árvores, as flores, as montanhas, as estrelas... Os anjos!
Depois veio ao mundo, no ventre de uma pobre mulher. Ninguém quis recebê-lo em sua casa, não havia lugar para Ele... nasceu em uma manjedoura, no frio e desconforto de uma noite. O Rei dos reis, que se fez o menor dos homens. Só porque nos ama!
Cresceu, trouxe o amor, a paz e a esperança ao mundo. Entregou-se na cruz, manso como um cordeiro, e abriu as portas do céu! Tanto nos amou, que a única coisa que Jesus pediu ao Pai, durante a sua paixão, foi que perdoasse aqueles que cravaram os pregos em suas mãos. A única coisa que pediu foi que os perdoasse!
-
Depois ressucitou, e nos enviou o maior dos presentes: o Espírito Santo, o Seu Espírito de amor. E, para que tivéssemos acesso à vida eterna, permaneceu como alimento eucarístico. A comunhão é o mais sublime ato de amor! Por isso, repito: não podemos recebê-la de qualquer modo. Precisamos estar em graça, preparados pra ela. Quando eu vejo aquele pedacinho de pão... Quando eu o recebo... Tento mergulhar nas profundezas do amor de Deus! Me coloco dentro do Seu mistério de amor, me abro ao Seu abraço. Me coloco em profunda adoração ao Deus que quis habitar dentro de mim. Pois é para isso que Ele nos criou! Fez do nosso corpo e da nossa alma o Seu sacrário. VOCÊ é o sacrário no qual Deus quer descansar. Fomos feitos para isto: sermos sacrário do Deus Vivo! Quando comungamos, nos tornamos templos de adoração a Jesus. O lugar mais santo e mais puro do mundo é o seu coração, após a comunhão. Ele se torna a casa do Senhor!
-
É por isso, meus irmãos, a importância da pureza do coração, e principalmente da castidade: não podemos usar o nosso corpo para o pecado, a impureza. Ele é um sacrário! Não trate assim a casa de Deus.
Receba a eucaristia com amor! E desfrute cada segundo com o Senhor que quer morar em seu coração. Um carinho e uma paz tão grande me envolvem após a comunhão... Me dou inteiramente a Jesus. É como que um repouso no colo de Deus! O meu coração e o coração de Deus, batendo como se fossem um só. Posso declarar todo o meu amor Ele, de todo o meu ser:
-
Meu amado Jesus, como dizer que não sou feliz, se Você é a minha felicidade completa. Como dizer que sou forte, se preciso de Você para me encher de forças, para poder lutar e enfrentar as pedras no caminho concreto. Não sei mais viver sem Você, você é a Pessoa com quem eu sonho toda noite, Você me diz todo dia aquelas palavras doces que só de sua boca eu quero ouvir. Não sei como, nem sei quando comecei a te amar, agora eu só sei que Te amo, você me deu vida nova, transformou minha tristeza em alegria. Você é que adoça minha alma, Você é quem me fez descobrir dentro de mim, o mais puro sentimento que uma pessoa pode sentir por outra. Você é Aquele que me deu asas, segurou minhas mãos e me fez voar junto a Ti. E quando a saudade vem, me lembro de tudo que você é pra mim. Te amo e ninguém vai tirar Você de mim, Você é o meu sonho, e eu não consigo viver sem a Tua presença.
-
Aqui eu coloco uma oração de meditação para antes da comunhão, para quem quiser:
-
"Jesus presente e vivo no Santíssimo Sacramento, confiante venho aos Teus pés para adorar e entregar-me em Tuas mãos. Tudo o que tenho e o que sou minha vida, fraquezas e meu desejo de fazer em primeiro lugar a Tua Vontade, de agradar-TE. Como o ferro corroído lanço na fornalha do Teu amor os meus pecados e minhas preocupações exageradas, meus medos e tristezas para que eu mesmo seja consumido pelo Teu infinito amor, que tudo cura, liberta e torna livra em Ti, por isso, feliz. Quero louvar e agradecer pela Tua misericórdia em me receber de braços abertos em Tua casa e ainda ofereceres a mim como alimento de fortaleza e salvação. Quero neste dia de adoração descansar o meu cansaço e render-TE toda honra glória e louvor"
-
Jesus te ama! Ele tem tanto a te revelar... em cada comunhão, em cada oração... basta que você se abra! mergulhe no Seu amor, retribua a esse amor.
-
NOSSO DEUS É UM DEUS APAIXONADO! POR MIM... E POR VOCÊ!



Um grande abraço
do seu irmão!
-
Fiquem com Deus!
Raphael

terça-feira, 16 de março de 2010

Lá vai o Pastor...




Lá vai o pastor
a procura da ovelha que se perdeu
a procura do olhar que se desviou do seu

A encontrou em campos que não são seus
e viu que em suas feridas a dor está
em seus olhos há somente a solidão
e agora só deseja ao redil voltar.

A ovelha sou eu
e não conheço outra voz
por isso quando eu fugi me cansei, me perdi,
eu procurava outra voz mas não pude encontrar

Hoje posso ouvir
de novo a voz do pastor a me chamar
e assim eu compreendi se de ti eu fugir
Noventa e nove ou mais deixarás para trás e irás me buscar!




Porque sexo só no casamento?


O ATO SEXUAL É A CELEBRAÇÃO DO AMOR CONJUGAL


"Deus criou todas as coisas e “viu que tudo era bom” (Gen 1,25). Portanto, tudo o que Ele fez é belo, também o sexo, desde que no lugar certo. O sexo é belo e puro quando vivido no seu devido lugar; nós viemos ao mundo por ele. Se ele fosse sujo, a criança recém-nascida não seria tão bela e inocente!
O mal, muitas vezes, consiste no uso mau das coisas boas. Por exemplo, uma faca é uma coisa boa; sem ela, a cozinheira não faz o seu trabalho. Mas, se um criminoso usar esse utensílio para tirar a vida de alguém, nem por isso esse objeto se torna algo mau. Não. O mal não é a faca, mas o uso errado que se fez dela.

Da mesma forma, o sexo é algo criado por Deus. E é bonito, maravilhoso! Mas pode ser mal usado e gerar o sofrimento. Deus fez do casal humano “a nascente da vida”. Nada se compara à missão de ser pai e mãe. Como Deus deu ao casal humano a missão de gerar os filhos: “crescei e multiplicai” (Gen 1,28), providenciou o sexo como instrumento de procriação. E mais, para fortalecer a união e o amor do casal, fez do sexo também o meio mais profundo da “manifestação” do amor conjugal. O ato sexual é a “celebração do amor conjugal”, é a “liturgia do casal”.
E é no ápice desta “celebração do amor” que o filho é concebido. Isto é, ele não é somente a carne e o sangue do casal, mas, principalmente, o fruto do seu amor. É por isso que a vida sexual de um casal, que não se ama de verdade, nunca é harmoniosa.
Quem tem uma relação sexual com uma prostituta está preocupado apenas com o prazer, e não tem qualquer compromisso com ela. Acabada a relação, paga-se e vai-se embora. Não importa se amanhã esta mulher está grávida, doente, ou passando fome, não lhe interessa, ele pagou pelo “serviço”. Veja, isso é sexo sem amor, sem compromisso de vida, sem uma “aliança”, sem responsabilidade. É o desvirtuamento do sexo, a prostituição. Quantos hoje vivem uma “aventura amorosa” com uma pessoa, e depois a esquecem, a abandonam...
No plano de Deus o sexo é diferente, é manifestação do amor conjugal; cujo fruto será o filho do casal. Na fusão dos corpos se celebra profundamente o amor de um pelo outro: a compreensão recíproca, a paciência exercida, o perdão dado, o diálogo mantido, as lágrimas derramadas... é a festa do amor conjugal. Por isso, o ato sexual é o ato “fundante” da vida do filho. Quando um casal está tendo uma relação sexual, Deus está com eles, no meio daquele casal! Essa expressão máxima do amor conjugal precisa estar na benção de Deus, pois Ele próprio está lá, com aquele casal, derramando suas graças e bençãos sobre eles. O ser humano não pode ser gerado na parede fria de um tubo de ensaio de um laboratório, mas no ato amoroso dos seus pais.

Assim, no plano de Deus a vida sexual só tem lugar no casamento. São Paulo há dois mil anos já ensinava aos coríntios:
“A mulher não pode dispor do seu corpo: ele pertence ao seu marido. E também o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa” (1 Cor 7,4). O apóstolo não diz que o corpo da namorada pertence ao namorado, e nem que o corpo da noiva pertence ao noivo.
A união sexual só tem sentido no casamento, porque só neste existe um “comprometimento” de vida conjugal, vida a dois, no qual cada um assumiu um compromisso de fidelidade com o outro, para sempre, diante da comunidade e diante de Deus. Cada um é “responsável pelo outro” até a morte, em todas as circunstâncias fáceis e difíceis da vida. Sem este “compromisso de vida, até que a morte os separe”, o ato sexual não tem sentido, torna-se vazio e perigoso. E por conseqüência disso, estamos vendo meninas de 13, 14 anos, grávidas, sem o menor preparo e maturidade para serem mães.
Muitas crianças têm vindo ao mundo fora de um verdadeiro lar, sem a presença do pai, porque foram geradas no namoro, sem compromisso, que terminou até mesmo antes do nascimento da criança, deixando-a “órfã de pai vivo”.
As conseqüências do sexo vivido fora do casamento são terríveis: famílias destruídas, mães e pais solteiros; filhos abandonados, ou em orfanatos. Muitos desses se tornam “meninos de rua”, cada vez mais numerosos, muitas vezes, buscando nas drogas e no crime a compensação de suas dores.
Quantos abortos são cometidos porque se busca apenas egoisticamente o prazer do sexo antes do casamento, e depois se elimina o fruto: a criança! As doenças venéreas são outro flagelo do sexo antes ou fora do casamento. Ainda hoje convivemos com os horrores da sífilis, blenorragia, cancro, sem falar do flagelo moderno da AIDS. No casamento, ninguém pega AIDS, sífilis ou outra enfermidade, se ambos são fiéis um ao outro. Por isso, o verdadeiro remédio contra a AIDS é a vivência sexual apenas no casamento; e não, como se propõe, irresponsavelmente, o uso de “camisinhas”, ao invés de se eliminar o vício pela raiz.

Outra razão importante para se viver a castidade antes do casamento, é que com isso o jovem se educa, se domina, treina o seu corpo e a sua mente para uma vida futura de fidelidade a seu esposo ou esposa. Aquele que se acostumou à pratica sexual no namoro, antes do casamento, dificilmente se conformará em viver o sexo com a mesma pessoa para sempre. E aí vem o adultério e a destruição do lar. Este é o preço do sexo antes do casamento. Por outro lado, um jovem que aprende a se manter casto até o casamento, prepara a sua vontade e exercita seu autodomínio para ser fiel ao seu cônjuge durante o matrimônio, e assim, construir uma família forte e saudável.
A nossa sociedade, perversa e irresponsável, incita o jovem a viver o sexo de maneira precoce e sem compromissos, e depois fica apavorada com as milhares de meninas grávidas. Isso é fruto do sexo antes do casamento, do chamado “amor livre”, e do comércio vergonhoso que se faz do sexo através da televisão, dos filmes eróticos, das revistas pornográficas e, agora, através do telefone e da internet.
No campo do sexo, Cristo foi exigente e não deixou margens a dúvidas: “Todo aquele que olhar para uma mulher com desejo de cobiça, já adulterou com ela em seu coração” (Mt 5,27).
O ato sexual significa que cada um pertence ao outro, livremente, para sempre. Será que é possível isso no namoro? Pois o ato sexual, – para não ser desvirtuado –, deve sempre estar aberto à geração da vida, sem que isso seja impedido por meios artificiais.
Ora, se o ato sexual gera a vida de um novo ser humano, este precisa ser acolhido em um lar pelos seus pais. É um direito da criança, que vem a este mundo, ter um lar, ter seus pais a seu lado, etc. Nem no namoro nem no noivado há um compromisso definitivo firmado diante de Deus e dos homens entre o casal; além do mais, nessas épocas ainda não há a segurança de uma família sólida e estável para o filho. Por essa razão, só depois que os corações e as suas vidas estiverem unidas e compromissadas por uma “aliança definitiva”, é que cada um pode se entregar fisicamente ao outro. O ato sexual é o selo do amor de um casal que se comprometeu com o outro para sempre.

Da mesma forma, se você apanhar e comer uma maçã ainda verde, ela vai fazer mal a você, e se estragará. Se você viver a vida sexual antes do casamento, você só terá problemas e não alegrias. Quantos rapazes engravidaram a namorada, e tiveram de mudar totalmente o rumo de suas vidas! Às vezes são obrigados a deixar os estudos para trabalhar; vão morar na casa dos pais... sem poderem constituir uma família como convém. Tudo começa errado.
Para tudo existe a hora certa, na qual as coisas acontecem com equilíbrio e com as bênçãos de Deus. Eu sei que esta proposta não é fácil, mas eu quero dizer que é muito bela. Eu sei que o mundo lhe diz exatamente o contrário, pois ele não quer “entrar pela porta estreita” (Mt 7,14), mas esta é que conduz à vida.
Peço que você faça esta experiência: veja quais são as famílias bem constituídas, felizes e sólidas; veja quais são os casamentos que estão estáveis, e verifique sob que bases eles foram construídos."

Professor Felipe Aquino

Espera no Senhor!


O silêncio e a espera em Deus trazem o poder de nos transformar naquilo que devemos ser.

♪♪Espera no Senhor...
Mesmo quando a vida pedir de ti mais do que podes dar,
e o cansaço já fizer seu passo vacilar.
Espera no Senhor...
Mesmo se a solidão teu peito machucar,
e lhe der vontade de ir embora e tudo abandonar.
Espera no Senhor...
Mesmo se o coração angustiado está,
por ver alguém que amas longe do Senhor andar.
Espera no Senhor...
Mesmo se Suas promessas demorem a se cumprir,
e a vontade Dele seja sacríficio para ti.

Espera no Senhor...
Há um Deus que te ama!
Ele tudo pode transformar.
Seu amor te sustentará!
Espera n'Ele.
E Ele tudo fará... Tudo fará!
Espera no Senhor...♪♪

"Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou, tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que O amam!"(I Cor 2,9)

Queridos! Mesmo que vocês estejam cansados de esperar... Exaustos de tanto pedir a graça, e ainda não a terem recebido... Desanimados, até irritados com as demoras do Pai... ESPEREM! Meu filho, minha filha, agüenta firme! Tudo o que acontece no universo concorre para o bem dos que amam a Deus! Tudo! Deus é a sabedoria infinita. Ele nos conhece muito melhor do que nós mesmos nos conhecemos. Ele sabe, MUITO melhor que nós, a hora certa para nos dar o que pedimos. A hora que seremos mais felizes ao recebermos a graça. Nenhum sorriso agrada mais ao Pai do que o seu! Ele, mais do que ninguém, quer te ver feliz. E sabe em qual momento a sua felicidade será plena ao receber a graça! Por isso, mesmo na dor, persevere! A perseverança agrada a Deus! É um sinal de confiança! E como o Amado se comove ao ver nossa confiança cega, sem limites nele! Quando nós perseveramos, Deus dá mais do que o nosso coração deseja. Muito mais! Ele é bondade infinita! Se você compreendesse o que Deus tem preparado pra você, ainda nessa vida... Ele quer te dar mais do que você deseja! Mas não há vitória sem espera!

"...receberá cem vezes mais, ainda nesta terra, com perseguições, e no fim, a vida eterna" (Mt 19, 29)

Haverão perseguições, haverão esperas!!! Mas a graça virá, quem diz isso é o próprio Deus!

Por isso, agüenta firme! Há um Deus que te ama, que morreu por você, e só quer a sua felicidade!

"Em verdade, em verdade vos digo: o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará. Até agora não pedistes nada em meu nome. Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja perfeita" (Jo 16, 23-25)

"E tudo o que pedires com fé na oração, vós o recebereis" (Mt 21, 22)


E vou contar um pequeno segredo... Deus não demora... Ele capricha!!!


Um grande abraço do seu irmão!
Fiquem com Deus!

Raphael


domingo, 7 de março de 2010

Deus Imenso


Como pode ser? Um Deus tão grande, Aquele que está acima de tudo, vir nos visitar?


Certa vez um muçulmano disse a Santo Agostinho:
"Eu não entendendo o Deus de vocês! Ele cabe num pedaço de pão! não é como o nosso deus! Alá não cabe nem no universo! Santo Agostinho lhe respondeu: "É porque o nosso Deus é um Deus de amor. Ele nos ama tanto, tanto, que se permite ficar em um simples pedaço de pão, só para chegar até nós".

O amor do Pai é infinito. Ele, que é a plenitude da perfeição, o sol de justiça, o Senhor de todas as coisas, se deixa alcançar. Só por amor.
Deus não precisava de nós. Ele é Deus! Ele é o tudo! Mas Ele nos desejou. Deus desejou você! Antes de toda a criação, o Pai já sonhava em te ver. Te criou e colocou o Seu amor em ti. Veio ao mundo como o mais humilde dos homens e morreu como o menor deles, para que você tivesse livre acesso à salvação. E ainda quis permanecer como alimento eucarístico, pra sempre estar perto de ti. Só porque Ele te ama! Te ama sem limites! Um Deus infinito, perfeito, que só por amor se deixa encontrar.



Santíssima Trindade: o mistério de amor



É impossível para o ser humano entender tão grande e profundo mistério.
Santo Agostinho buscava muito compreender tudo isso, até que um dia andando pela praia encontrou um menino que tentava encher um buraquinho na areia com a água do mar. Olhando para aquela cena resolveu perguntar ao menino o que ele estava tentando fazer. O menino respondeu que estava querendo colocar toda a água do mar naquele buraquinho da areia, e o Santo logo lhe disse que era impossível colocar ali toda a água do mar. O menino lhe respondeu: " É mais fácil colocar o mar dentro desse buraquinho do que entender o mistério da Santíssima Trindade".

Mais que entender, busque mergulhar dentro desse amor trinitário. Pois ali você, vai encontrar um PAI que te ama, te acolhe da forma como você é, pois conhece suas fraquezas e limitações e te espera sempre de braços abertos.

Você tem também o FILHO "Jesus Cristo", que se doou totalmente numa Cruz para a tua Salvação, e quis se fazer alimento na santa Eucaristia para te fortalecer e permanecer contigo dentro do teu coração.

E como se não bastasse tanto amor Jesus envia o ESPÍRITO SANTO para derramar sobre você todas as graças necessárias para sua vida. É Ele quem te fortalece, te consola, te dá sabedoria, guia seus passos nos caminhos do Senhor.
Procure mergulhar nesse amor, sinta-se habitado por Deus, e você nunca se sentirá sozinho, pois Deus habita dentro de você.



A mais perfeita das criaturas de Deus


"Deus ajuntou todas as águas e fez o mar. Deus juntou todas as graças e fez Maria."

Ave Maria! Cheia de graça! Quando dizemos que Maria era cheia de graça, queremos dizer repleta. Essa saudação é de uma profundidade espiritual muito grande. Quer dizer que Nossa Senhora é repleta do Espírito Santo. Colocando em outras palavras, nenhuma criatura está acima de Maria. De todas as coisas criadas por Deus, nenhuma está acima da nossa Mãe!

Concebida sem o pecado original, sacrário vivo do Amor! Maria é tão grandiosa, mas se fez tão pequena! De todas as mulheres que Deus podia escolher para ser a mãe do Seu Filho, Maria era a mais humilde. Mulher pobre, mas caridosa e de coração puro. Bendita entre as mulheres, bendita entre todas as criaturas! Mãe obediente, fiel ao seu Senhor. Aceitou a vontade de Deus, sem questionar. Aceitou desistir dos seus sonhos, de tudo o que tinha, apenas para cumprir a vontade do Pai. E a cumpriu porque O amava. Serva obediente! Maria, que deu amor e carinho a Jesus! Maria, que fez da sua vida um serviço a Deus, um serviço a Cristo. Ela que tinha aquele Menino como o seu maior tesouro, o seu tudo. Encheu-se de preocupação quando Ele se perdeu no Templo. Confiou sem limites, tinha uma fé inabalável. A pedido dela que Jesus fez seu primeiro milagre. Maria tinha certeza de que Ele agiria. Santa Mãe de Deus, ensina-nos a ter uma fé como a sua! Sofreu com as ofensas de morte lançados à Jesus pelos fariseus e doutores da lei. Nunca esteve com Cristo nos momentos de glória D'Ele, mas sempre esteve nos momentos de Suas tribulações. Não se desesperava. Guardava tudo no coração. Teve transpassada a alma, ao ver o seu Jesus flagelado, desfigurado e morto na cruz. Ela, que fez da sua vida um serviço àquele Menino. e viu o grande tesouro da sua vida morrer como o menor dos homens. Mas continuou fiel a Deus. Perseverou. Eternamente a serva do Pai. E mantendo o seu "sim" ao Pai, viu a glória do Cristo Vencedor, do Cristo ressuscitado. O seu Deus, o seu menino. Espelhou, na sua santidade, toda a luz do Pai. Sejamos como ela.



sexta-feira, 5 de março de 2010

oração: uma declaração de amor



A fé é muito mais que confiança. É fidelidade. Um ato supremo de confiança naquilo que não se vê, mas que se tem certeza da sua presença. Uma entrega total, uma confiança sem limites Àquele que nos ama.

O que nos mantém na caminhada é essa confiança suprema no amor de Deus, que sempre está ao nosso lado, nos fortalecendo e cuidando de nós, mesmo que às vezes não somos capazes de sentir seus cuidados. Da mesma forma, precisamos continuar com esse contato maravilhoso com o amor de Deus, a fonte de Água Viva. O único jeito de manter essa união é através da oração. Por ela, nós conseguimos chegar no coração do Pai. É o ápice desse ato supremo de fidelidade, a união do nosso coração com o coração de Deus, a manifestação humana e divina do homem como ser criado à imagem e semelhança do Altíssimo. A oração é a nossa manifestação de fidelidade a Deus e gratidão ao Seu infinito amor. Como dizia Santa Teresinha do Menino Jesus, "para mim a oração é um impulso do coração, um simples olhar dirigido ao céu, um grito de agradecimento e amor, tanto do meio do sofrimento quanto do meio da alegria. Em uma palavra, é algo grande, algo sobrenatural que me dilata a alma e me une a Jesus".
-
Eis a mais pura verdade: a oração é uma declaração de amor a Deus! E como Ele se agrada ao escutar os impulsos do nosso coração e da nossa alma. Sabe qual o som que Deus mais gosta de ouvir! o som da sua voz! Muitas vezes nós paramos e procuramos alguma forma de alcançar o Senhor. Como alcançar o coração de Deus? Através da oração! É através dela que podemos ter comunhão com o Pai. Cada uma das minhas, das suas, das nossas palavras são como música aos ouvidos do Senhor e Ele se agrada em nos atender. Por meio de Jesus Cristo, nós podemos pedir qualquer coisa ao Pai. Faça soar nos ouvidos de Deus o som que Ele quer ouvir. Ore. Declare seu amor a Ele. Ah meus amigos! Como dizia Santa Terezinha, "Como é grande o poder da oração! É como uma rainha que em todo o momento tem acesso direto ao rei e pode conseguir tudo o que lhe pede."

Elevemos ao Senhor a nossa voz, o nosso coração. Manifestemos nosso amor por Ele, tal como Ele próprio não se cansa de demonstrar o Seu amor por nós! O Pai é incansável! A toda hora nos enche com o Teu infinito amor. Seja capaz de dizer: Pai, sou todo teu. Toque o som que toca o coração do Senhor, fale com Ele. Por Ele, com Ele e para Ele.


"Os olhos não viram, os ouvidos não escutaram, e o coração humano jamais imaginou o que Deus tem preparado para aqueles que O amam." Cor 2, 9






quarta-feira, 3 de março de 2010

Doloroso processo de purificação



Uma vez, ouvi do Ricardo Sá, em uma das suas formações, uma história que ele conta referente à passagem de Malaquias 3, na qual é feita uma analogia entre Deus e um fundidor.Nela, ele conta que algumas pessoas foram verificar o trabalho de um fundidor, o que ele faz, e como se procede durante um processo de purificação de um metal precioso. O fundidor coloca um pedaço de prata bruta em uma grande ‘colher’ e o coloca dentro de um forno a mais ou menos 900ºC. E ali fica sentado apenas olhando, parecendo até mesmo uma atitude passiva daquele homem, pois a única coisa que faz é observar. E ao ser perguntado como sabe a hora que o metal está purificado, veio a resposta: “Eu fico olhando para o metal e sei que já está purificado quando eu olhar para ele e ver a minha imagem refletida nele”.
É exatamente assim que acontece conosco! Durante as provas, nos sentimos num fogo de 900ºC e a sensação que temos é de que Deus nos abandonou. Quanto engano! É exatamente nesses momentos que Deus se inclina até nós e volta seu olhar compassivo e misericordioso para nós, olhando-nos com Amor, mas esse olhar não é passivo. O olhar do Senhor vem acompanhado de sua força que nos faz superar todas as dificuldades.
Eu já vivi muitas experiências assim e creio que você também, nas quais, durante as provas da vida, nos encontramos sem forças, sem direção, mas como que ‘de repente’ encontramos em nós uma força que não sabemos de onde vem, mas que nos faz transcender a todas as dificuldades. E aqueles problemas, que antes pareciam instransponíveis, insuportáveis, já nem existem mais!
Mas fica a certeza de que quando estamos em Deus nada pode nos derrubar! Os ventos podem até vir, e eles vêm mesmo, mas não nos abalam. Precisamos ser como os bambus que se inclinam com o vento, e a sensação que temos é que eles vão quebrar, mas não quebram, pois suas raízes são profundas e não são arrancadas com qualquer ventania.
E é assim que temos de caminhar, com confiança filial, na certeza de um Deus que é Pai e que por mais difícil que pareçam as situações, em que vivemos, elas não são o fim para nós, mas são um meio para Deus nos fazer melhores, mais humildes, mais coerentes com a nossa vida.
Então, dia a dia, vamos crescendo como “gente”, nos tornando mais humanos, aprendendo a lidar com as ‘novidades’ que a cada dia se apresentam diante de nós, como a dor, o sofrimento, as doenças, o desemprego…Por isso, nada mais ganha um peso insuportável, porque aprendemos a dar um sentido novo às coisas e tudo ganha um significado. Então, os sofrimentos são encarados como visitas de Deus na nossa história, e quando Ele passa, nada permanece o mesmo, e a cada situação de dor encontramos uma grande chance de nos tornamos melhores.

Meu irmão, minha irmã, na hora do fogo: CORAGEM! Não desanime, você tem um Deus que é a seu favor, que não o desampara! É a certeza da fé que nos faz caminhar.
Deixo agora uma promessa de Deus para que você se apóie nela, e caminhe na certeza de que em Deus você é mais que vencedor!

“Não tendes sido provados além do que é humanamente suportável. DEUS É FIEL! E não permitirá que sejais tentados acima de vossas forças. Pelo contrário, junto com a provação Ele providenciará o bom êxito, para que possais suportá-la” (I Cor 10,13).


Que Deus nos abençoe nessa caminhada!

Estamos juntos!

Com carinho,

Gisele Pires, missionária CN BSB

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Incansável Amor



Acordei tão diferente hoje
Vi o sol que Você fez pra mim
Senti a brisa suave que me mandou
E contemplei o céu que preparou
para encantar os meus olhos

Em cada perfume, em cada sorriso
Encontro rastros do Teu amor
no abraço do irmão, sinto Teu calor
E na flor, sinto Você curar a minha dor

Impossível não se admirar
Impossível não se apaixonar
por um Deus que cativa tanto, tanto!
A Ti entrego o meu canto, Incansável Amor

Ao olhar o céu que fizestes pra mim
Sinto sua doce ternura
Se só Suas obras me encantam
a cada dia que nasce
Morreria de amor
ao contemplar a Tua face

Raphael

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

O sim de Maria



"São Paulo diz que "por meio de um só homem o pecado entrou no mundo, e pelo pecado, a morte" (Rm 5,12). E que: "pela desobediência de um só homem, todos se tornaram pecadores, assim, pela obediência de um só, todos se tornarão justos." (v.19). Mas a desobediência de Adão foi precedida pela de Eva; por isso Deus precisou de uma Nova Eva que lhe fosse obediente, e como disse Santo Irineu, pela sua obediência "desatasse o nó da desobediência de Eva". Essa nova Eva é Maria.

Jesus, pela Sua obediência ao Pai, desatou o nó da desobediência de Adão. "Foi obediente até a morte e morte de cruz" (Fl 2, 6-8). Esse "aniquilamento" de Jesus desatou o nó da soberba e da desobediência de Adão.
Eva disse "não" a Deus, Maria Lhe disse um sim incondicional! Quando o Arcanjo Gabriel lhe anunciou que ela era a "eleita de Deus", sua resposta foi imediata: "Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a Tua palavra" (Lc, 1, 38). Essas palavras de Maria mostram uma obediência radical a Deus, independente do que Deus pudesse querer para ela. Obediência perfeita. Foi como se entregasse um cheque em branco nas mãos de Deus. Estava destruído o "não" de Eva; o verbo de Deus poderia então se encarnar para salvar a humanidade. Maria era obediente porque era humilde, a mais humilde mulher que Deus encontrou em Israel. E durante toda a sua vida ela foi fiel ao "sim" que deu a Deus. Não viveu para si, mas apenas para Deus. De imediato foi servir a Isabel que esperava o grande profeta João Batista, o precursor do Senhor, foi submissa a José, ofereceu seu Filho no Templo, como mandava a Lei de Moisés, e logo ouviu a terrível profecia de Simeão que uma espada de dor transpassaria a sua alma. Maria viveu obediente sob o anúncio dessa espada; sabia que sua vida não seria fácil. Logo teve de fugir com José para o Egito para livrar o Menino das garras de Herodes; deixou sua casa, seu país, e foi para o exterior até que o malvado tivesse morrido.

Preparou o seu Filho, segundo a Lei de Deus, para ser o Salvador da humanidade. Acompanhou-O sempre em Suas missões; a seu pedido Ele fez o primeiro milagre; ouviu as ofensas e promessas de morte lançadas contra Ele por parte dos fariseus e doutores da lei; e quando chegou a hora amarga da paixão, acompanhou o seu Filho até o Calvário. Viu-O flagelado, coroado de espinhos, condenado como um facínora carregando uma cruz; e viu-O morrer pendurado no madeiro. Não se desesperou, não desanimou, ficou com Ele até o fim; manteve o seu "sim". Viu seu Filho ressuscitado, vencer a morte e o pecado e nos dar a vida. o "sim" de Maria venceu o "não" de Eva. Faça o mesmo."


Professor Felipe Aquino